Foto: Divulgação/AssessoriaEvento que surgiu no e-commerce já se consolidou em lojas físicas e deve contribuir que shoppings centers fechem o ano com crescimento de 5% ante 2017.

Considerado o período mais importante para o comércio baiano, o Natal foi superado neste ano pelas promoções da Black Friday, evento que surgiu no e-commerce e se consolidou nas lojas físicas.

Enquanto a Black Friday de 2018, nos shoppings centers, registrou crescimento de 8% no comparativo com o ano anterior, as vendas durante o Natal devem ficar em torno de 5 a 7%, conforme informou o coordenador estadual da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

“O melhor desempenho de vendas do ano foi a Black Friday. Em seguida vem o Natal. A gente percebe que muitas vendas foram antecipadas, porque houve maior ofertas, mais produtos participaram da promoção. Até o setor de moda foi puxada pela Black Friday. A data vai se transformar no melhor período de vendas do ano”, disse.

Lojistas – A mesma movimentação foi registrada nos estabelecimentos fora dos centros de compras, segundo o presidente do Sindilojas (Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado da Bahia), Paulo Motta. A Black Friday também superou o Natal, mas a taxa de crescimento do período natalino ficou em aproximadamente 3% em Salvador.

“Como as vendas foram antecipadas, coube ao Natal vendas da linha branca, os chamados bens não duráveis, como confecções, perfumes, bijuterias. Os bens duráveis foram garantidos pelos consumidores em novembro”.


Foot: Pedro Ribas/ANPr/DivulgaçãoEm perfil na edição de dezembro da revista Piauí, general relembra episódio no qual atribuiu beleza do neto a “branqueamento da raça”

Vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão (PRTB) fez uma piada com o estereótipo do baiano preguiçoso, ao reclamar da patrulha do politicamente correto e relembrar as críticas que sofreu depois de atribuir a beleza do neto ao “branqueamento da raça”.

Em outubro deste ano, o militar disse: “Gente, deixa eu ir lá, que meus filhos estão me esperando. Olha, meu neto é um cara bonito, viu ali? Branqueamento da raça”.

Diante da repercussão, afirmou que foi “um idiota” por fazer uma “brincadeira” que muitos não entenderam.

Em perfil na edição de dezembro da revista Piauí, Mourão voltou a comentar o episódio: “Fiz uma brincadeira que no meu círculo de amigos é normal, mas para os outros não é. Gosto de brincar e não posso”, se queixou.

Ato contínuo, emendou uma piada de baiano: “Jesus Cristo entra no Mercado Modelo de Salvador. Vê um cadeirante, toca nele, e ele sai andando. Surge um cego, Jesus toca nele, e ele passa a enxergar. Aí encontra um homem encostado, meio doente, e, quando se aproxima para tocar nele, o homem diz: ‘Mas meu rei, eu ainda tenho três meses de auxílio-doença pelo INSS’”.

Fonte: Bahia.Ba

Foto: Rafael Kage / Creative CommonsMedida vai valer a partir de janeiro e deverá afetar 1450 unidades de saúde privadas, entre clínicas, hospitais e laboratórios.

Gestores de hospitais, clínicas e laboratórios conveniados ao Planserv, reunidos em assembleia na tarde desta quarta-feira (19), decidiram limitar os atendimentos a servidores estaduais e seus dependentes conforme as cotas repassadas pelo governo do estado para as unidades conveniadas. A informação é Associação de Hospitais e Serviços de Saúde do Estado da Bahia (Ahseb).

Segundo a entidade, a medida vai valer a partir de janeiro. A associação também diz que, apesar da limitação das cotas, vigente desde o ano passado, as unidades de saúde ainda fazem atendimentos extras (fora das cotas), autorizados pelo Planserv, mas que não foram quitados pelo plano, gerando uma dívida de R$ 100 milhões.

“O Planserv instituiu, desde maio do ano passado, as cotas. Cada prestador de serviço, clínica e laboratório, tem um valor para encaminhar ao Planserv mensalmente. O que vamos fazer a partir de então é cumprir rigorosamente a cota. Nós não vamos passar a cota, porque nós passamos a cota no ano de 2017 e 2018, em função do atendimento do usuário, e hoje o Planserv é inadimplente com nossa rede em R$ 100 milhões. Para a gente não crescer essa inadimplência, vamos cumprir estritamente as cotas”, disse o presidente da Ahseb, Mauro Adan.

Os valores das cotas mudam conforme a instituição de saúde. Conforme a associação, os atendimentos eletivos, incluindo cirurgias marcadas, vão ser feitas dentro das cotas a partir de janeiro. “Se tiver cota naquele mês, vai fazer, se não, vai ser no mês que houver cota”, afirmou. Segundo Mauro Adan, a entidade irá divulgar um comunicado para os usuários do plano.

A medida deverá afetar todas 1450 unidades de saúde privadas, entre clínicas, hospitais e laboratórios, que atendem a 518 mil pacientes no estado.


Foto: NELSON ALMEIDA/AFP/Getty Images)
Preso, ex-presidente disse a aliados que sua liberdade não interessa a outras forças políticas na atual conjuntura.

A notícia sobre a soltura presos em segunda instância não empolgou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, aliados que o visitaram na cadeia na quarta-feira (19) e na quinta (21) afirmam que em nenhum momento o petista teve a esperança de que seria solto com a decisão do ministro Marco Aurélio Mello.

Segundo a coluna, Lula tinha certeza de que a decisão ia ser revogada. Ainda conforme relatos de quem esteve com ele em sua cela em Curitiba, o ex-presidente disse que sua liberdade não interessa a outras forças políticas na atual conjuntura. Ele acompanhou pela televisão as notícias do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Bahia.Ba

O prefeito de Itatim, Gilmar Nogueira (Tingão), será o entrevistado por Jeová Santana, nesta quinta-feira (20), no programa Voz do Cidadão, da Rádio Ponta Aguda FM de Itatim. O prefeito fará um balanço do ano de 2018, dando destaque aos desafios encontrados por ele e sua equipe diante da crise econômica que atinge todo o país e da situação caótica que herdou o município. Também falará sobre suas expectativas, metas e planejamento para a gestão 2019/2020.

A entrevista será transmitida pela página oficial no Facebook da Rádio Ponta Aguda FM.

Foto: Divulgação

Foto: Ascom/Divulgação Benefício foi suspenso pelo ministro Luiz Fux, após Temer sancionar reajuste para o Judiciário; valor do auxílio é de até R$ 4,3 mil.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pode discutir  nesta terça-feira (18) a proposta de regulamentação do auxílio-moradia. O valor do benefício pode chegar a até R$ 4.377,73.

No último dia 26 de novembro, o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu o auxílio-moradia após o presidente Michel Temer sancionar o reajuste de 16,38% nos salários do ministros do STF. Com isso, o salário dos magistrados passou de R$ 33 mil para R$ 39 mil.

Antes da suspensão, o auxílio de até R$ 4,3 mil era pago aos integrantes do Judiciário, inclusive àqueles com residência na cidade em que atuavam.

Fux, porém, deixou em aberto a possibilidade de haver regulamentação do auxílio para casos específicos. Agora, caso o CNJ decida pela regulamentação do benefício, haverá uma série de requisitos para que o valor seja pago aos integrantes do judiciário.
Conforme a minuta de resolução que será analisada pelo CNJ, o juiz terá direito ao benefício quando:

  • Não houver imóvel funcional à disposição
  • Se o cônjugue não receber auxílio nem ocupar móvel funcional
  • Ele ou o cônjuge não tenham imóvel na comarca onde atua
  • Estiver em cidade diferente da comarca original.

Foto: Suami Dias/ GOVBAEntre eles, 62% já estão fora da escola e 55% pararam de estudar ainda no ensino fundamental.

Dos 3,2 milhões de brasileiros com 19 anos, 2 milhões concluíram o ensino médio, o que representa 63,5% do total, segundo levantamento do movimento Todos Pela Educação, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio de 2012 a 2018 (Pnad-C) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Do total que não concluiu o ensino médio, 62% não estão mais na escola e, desses jovens, 55% pararam de estudar no ensino fundamental.

Para o diretor de Políticas Educacionais do Todos pela Educação, Olavo Nogueira Filho, o desafio não é só garantir a permanência dos jovens no ensino médio, mas levar para a escola os que abandonaram as salas de aula. “Os indicadores mostram que temos graves problemas no ensino médio e não estamos conseguindo revertê-los. Porém, o desafio maior refere-se à educação básica. Precisamos reverter a trajetória de insucesso na educação básica”, afirmou.

Entre 2012 e 2018, conforme o levantamento, houve um crescimento de 11,8 pontos percentuais na taxa de conclusão do ensino médio até os 19 anos. Segundo Nogueira Filho, a avaliação dos dados por estado mostra que é possível melhorar o atendimento aos jovens no ensino médio. Em Pernambuco, por exemplo, a taxa dos que concluem o ensino médio até os 19 anos (67,6%) é maior do que a média nacional. “Isso mostra que é possível fazer melhor”, disse. A responsabilidade pela educação básica é dos estados e municípios. A União participa com o financiamento.

Ensino fundamental

No ensino fundamental, conforme o levantamento, as taxas de conclusão mantiveram-se estáveis no período. Essa etapa teve uma queda no número absoluto de concluintes devido à redução da população de 16 anos no país. Em 2018, foram 212.281 concluintes a menos do que em 2017, que por sua vez teve menos concluintes que o ano anterior, com uma redução de 64.058.


Foto: Vincenzo Pinto/AFPA festa foi no domingo (16), um dia antes do aniversário do papa, que é comemorado nesta segunda-feira (17).

Um grupo de 800 crianças do Dispensário Pediátrico Santa Marta cercou o papa Francisco e cantou Parabéns para você. Ao lado das crianças, o pontífice comemorou antecipadamente os 82 anos. Ele lembrou que as crianças ensinam aos adultos que é necessário ter humildade e eliminar o orgulho.

“Os orgulhosos, os soberbos não podem entender a vida, porque não são capazes de abaixar-se. Todos nós – profissionais, organizadores, as irmãs, todos – damos muitas coisas às crianças; mas elas nos dão este anúncio, este ensinamento: ‘abaixa-te. Abaixa-te, sê humilde, e assim aprenderás a entender a vida e a entender as pessoas.’”

A festa foi no domingo (16), um dia antes do aniversário do papa, que é comemorado nesta segunda-feira (17). Sorridente, o pontífice agradeceu às crianças e assistiu a uma apresentação natalina organizada por elas.

Como várias crianças presentes eram filhas de imigrantes, o papa ouviu relatos de mães provenientes do Peru e do Marrocos, desejou um Feliz Natal a todos e presenteou as crianças com chocolates. Com informações da Rádio Vaticano. Com informações do Vaticano.