Livro raro com dedicatória de Irmã Dulce é encontrado no Mosteiro de São Bento

A obra é considerada uma relíquia de terceiro grau, ou seja, objetos em que um santo tocou

Foto: Divulgação/Arquidiocese de Salvador

Um livro escrito e com uma dedicatória de Irmã Dulce, canonizada e oficializada neste domingo (13) pelo papa Francisco, como ‘Santa Dulce dos Pobres’, foi encontrado no acervo da biblioteca do Mosteiro de São Bento da Bahia, e se tornou parte integrante de uma obra rara da instituição.

A obra, uma relíquia de terceiro grau, ou seja, objeto em que um santo tocou, intitulado ‘Irmã Dulce dos Pobres’, contém uma dedicatória da santa aos monges noviciados em 24 de abril de 1990 e estava perdido dentro do imenso acervo bibliotecário do mosteiro (que possui um acervo de 200 a 250 mil livros).

O Livro foi encontrado por Dom Sebastião, monge beneditino há 8 anos e responsável pela biblioteca, especializada em Filosofia, Teologia, História, Artes, Literatura e Direito.

“Eu encontrei este livro em nosso acervo e é uma verdadeira pepita de ouro termos um livro com uma dedicatória de uma santa baiana e brasileira conosco. Nós o consideramos uma relíquia espiritual de Santa Dulce do Pobres . É um verdadeiro um achado”, diz Dom Sebastião.

A Biblioteca do Mosteiro de São Bento possui um valioso acervo acumulado e conservado ao longo de mais de quatro séculos de existência. O espaço possui uma notável coleção obras dos séculos 16 ao 19, tornando essa biblioteca como uma das mais importantes do país.

Fonte: Bahia.ba


Comentários

Os comentários estão fechados.