Associar morte de Marielle à família Bolsonaro é ‘repugnante’, diz Eduardo

Reprodução: Facebook/ Arquivo PessoalFilho do presidente chegou a afirmar que morte da vereadora é um caso como qualquer outro e que está ‘muito acima da questão política’

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que o assassinato da vereadora Marielle Franco, ocorrido em março do ano passado no Rio de Janeiro, é um caso como qualquer outro e está “muito acima da questão política”.

O parlamentar ainda chegou a dizer que a vereadora era desconhecida antes do caso e que a tentativa de associá-lo à sua família é “absurda e repugnante”.

Esse caso de assassinato é como os outros 62 mil casos que a gente tem no Brasil. É óbvio que a gente quer que ele seja elucidado e que quem cometeu vá preso. Não tem nada de diferente. Não tem essa de passar a mão na cabeça. Isso aí está muito acima de questão política, pelo amor de Deus”, afirmou o deputado ao deixar o Congresso, na terça-feira(12).