quinta-feira, janeiro 20, 2022
Início Política Deputado e major representam contra Kannário; parlamentar pode perder mandato

Deputado e major representam contra Kannário; parlamentar pode perder mandato

Foto: Reprodução / TV AratuCantor puxou um trio sem cordas vestido com uma fantasia que tinha a inscrição “Comando da Paz”, considerada pela PM como “apologia ao crime”

O major da Polícia Militar da Bahia e presidente da Força Invicta, Associação dos Oficiais Militares Estaduais da Bahia, Copérnico da Silva Mota, protocolou, nesta terça-feira(12), na corregedoria parlamentar da Câmara dos Deputados, uma representação contra o deputado federal Igor Kannário, por quebra de decoro parlamentar.

Kannário puxou um trio sem cordas, no Carnaval de Salvador, vestido com uma fantasia que tinha a inscrição “Comando da Paz”, o que foi considerado pela associação como apologia ao crime.

Caso acate a representação, o deputado pode até perder o mandato.

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) também representou contra Kannário na Câmara.

“O parlamentar, independentemente de estar ou não no exercício da função naquele momento, deve rigorosamente respeitar os princípios éticos e as regras básicas de decoro que devem orientar a conduta dos que estejam no exercício do cargo de deputado federal”, escreveu Alden em sua página no Twitter.

View this post on Instagram

Conforme anunciado, o Capitão Alden foi a Brasília, protocolar na Corregedoria e na Secretaria Geral da Mesa uma REPRESENTAÇÃO ao Conselho de Ética, em desfavor de ANDERSON MACHADO DE JESUS – IGOR KANNÁRIO, Deputado Federal. . O Conselho de Ética tem como papel zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública como também aos direitos assegurados na Constituição Federal, possa proceder a abertura do Processo Disciplinar com as sanções cabíveis, contra o referido deputado, já que o ato praticado merece ser combatido juridicamente por este órgão. . É de conhecimento público que o cantor apresentou-se no trio elétrico do circuito carnavalesco vestindo uma fantasia que se assemelha a um uniforme militar, ostentando uma “manicaca”, fazendo referência clara e indubitável à Facção Criminosa Comando da Paz – CP, além de ter sido desrespeitoso com a Polícia militar e com a Guarda municipal. O parlamentar, independentemente de estar ou não no exercício da função naquele momento, deve rigorosamente respeitar os princípios éticos e as regras básicas de decoro que devem orientar a conduta dos que estejam no exercício do cargo de Deputado Federal. . Ao enaltecer uma facção criminosa, o parlamentar pratica procedimentos incompatíveis com o decoro parlamentar, puníveis com a perda do mandato, pois, considerando a sua condição, abusa das prerrogativas constitucionais asseguradas aos membros do Congresso Nacional (Constituição Federal, art. 55, § 1o ). .
O parlamentar é imune, mas não pode ser irresponsável. Ele pode emitir qualquer tipo de opinião, mas não pode defender ou incitar a violência, tampouco fazer referencia a qualquer tipo de facção ou de ação criminosa. . A inviolabilidade penal parlamentar de deputados e senadores não pode acobertar abusos e nem foi pensado para abrigar discursos e atos ofensivos, como também, possível apologia a crimes. . Deputado Capitão Alden! #equipecapitaoalden #seuvotovaleuapena

A post shared by Capitão Alden José Lazaro (@capitao_alden) on

RELATED ARTICLES

Tribunal Superior Eleitoral cria regra para inibir fraudes em cota feminina

A Justiça Eleitoral pretende ser mais rígida com partidos que fraudam candidaturas femininas para cumprir a determinação de que 30% dos concorrentes a vagas...

Bolsonaro é alvo de ações por falar sem máscara com garis, quando infectado com Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é alvo de notícia-crime por ter, na última quinta-feira (23), conversado com três garis sem máscara. Naquele momento,...

Jair Bolsonaro já empregou 254 militares no governo, afirma coluna

Ao menos 254 militares já ocuparam cargos de confiança no ministério do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), segundo a coluna de Guilherme Amado,...
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments