Foro privilegiado concedido a Flávio Bolsonaro faz STF enviar centenas de casos à 1ª instância

Com o foro privilegiado concedido pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), mesmo depois de ele já ter deixado o cargo de deputado estadual, o Supremo Tribunal Federal (STF) enviou outras centenas de caso a primeira instância.

Depois que votou pela restrição do privilégio, a corte enviou centenas de inquéritos de políticos já fora dos cargos à primeira instância — ao contrário do que fez agora o tribunal do Rio. O caso mais notório é o do ex-presidente Michel Temer (MDB), que respondia a quatro inquéritos no STF — e todos foram para a primeira instância depois que ele deixou o cargo.

A discussão sobre o foro do filho do presidente Jair Bolsonaro pode chegar ao STF, caso o Ministério Público do Rio questione a decisão do TJ do Rio. Com informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.