Justiça ainda não decidiu se ministro do Turismo deve virar réu em caso de laranjas do PSL

Há oito meses ele foi acusado de participar de um esquema de corrupção que desviou recursos públicos por meio de candidaturas femininas de fachada

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Com denúncia feita no dia 4 de outubro de 2019 pelo Ministério Público, a Justiça brasileira ainda não decidiu se aceita a acusação contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Ele é acusado de participar de um esquema de corrupção que desviou recursos públicos por meio de candidaturas femininas de fachada, o famoso caso de laranjas do PSL em Minas Gerais.

O processo contra Álvaro foi remetido para o Supremo em fevereiro deste ano, sem que os tribunais informassem o motivo do deslocamento do caso, que segue sob sigilo. Com informações da Folha de S.Paulo.