sábado, julho 2, 2022
Início Política Manuela critica PT e PSOL: ‘Tentaram nos colocar na semi-legalidade!’

Manuela critica PT e PSOL: ‘Tentaram nos colocar na semi-legalidade!’

Foto: Ricardo StuckertEx-deputada disse que siglas tentaram, por manobra regimental, impedir a fusão do PCdoB com o PPL, o que prejudicaria os comunistas.

Candidata derrotada a vice-presidente na chapa encabeçada pelo PT, Manuela D´Ávila (PCdoB) criticou petistas e psolistas por uma “manobra regimental” que poderia ter prejudicado comunistas e relembrou que teve que “engolir seco” a estratégia de campanha de não aparecer na TV.

“PSOL e PT tentaram impedir, a partir de uma manobra regimental, a fusão do PCdoB com PPL, mecanismo legal que construímos para SUPERAR A CLÁUSULA DE BARREIRA e seguirmos existindo legalmente. Ou seja, uma eleição da Câmara que não estivemos juntos e nossos aliados há mais de 30 anos tentaram nos colocar na semi-legalidade!!!!!”, escreveu a ex-deputada no Facebook.

Durante sessão da Câmara Federal desta sexta-feira (1º), o deputado Ivan Valente, líder do PSOL, pediu, em questão de ordem, que fosse revertida a decisão do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), de reconhecer como participantes de blocos parlamentares os partidos que já se incorporaram e ainda não tiveram finalizados os trâmites no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Houve incorporação do PPL pelo PCdoB, do PRP pelo Patriota e do PHS pelo Podemos.

Apoiado pelo PCdoB na sua reeleição, Maia não atendeu ao pedido. A ação de PT e PSOL não foi bem recebida pelo PCdoB, que também se manifestou por meio de nota.

Ainda na sua postagem, Manuela destacou a retirada de sua candidatura presidencial para apoiar o PT: “NÓS, que retiramos a minha candidatura à presidência para compor uma chapa quando tínhamos 3% nas pesquisas, os mesmos 3% de Haddad. E sabemos o quanto isso afetou nossa eleição de parlamentares!!!! Nós, que fomos para rua, mesmo com a invisibilidade machista imposta a mim na TV porque afinal ‘as fake news eram grandes’ e eu prejudicava a chapa porque as pessoas acreditavam nas mentiras”.

“Ninguém solta a mão de ninguém não significa um monte de gente rezando a cartilha do pensamento de um único partido. Ninguém solta a mão de ninguém significa engolir em seco as diferenças (tipo eu fiz com a não aparição minha na TV, lembram?), discutir internamente, superar problemas e seguir na luta juntos”, completou a comunista.

RELATED ARTICLES

Tribunal Superior Eleitoral cria regra para inibir fraudes em cota feminina

A Justiça Eleitoral pretende ser mais rígida com partidos que fraudam candidaturas femininas para cumprir a determinação de que 30% dos concorrentes a vagas...

Bolsonaro é alvo de ações por falar sem máscara com garis, quando infectado com Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é alvo de notícia-crime por ter, na última quinta-feira (23), conversado com três garis sem máscara. Naquele momento,...

Jair Bolsonaro já empregou 254 militares no governo, afirma coluna

Ao menos 254 militares já ocuparam cargos de confiança no ministério do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), segundo a coluna de Guilherme Amado,...
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments