Prefeitura não segue recomendação do MP e mantém ‘2 de fevereiro’ em peça

Foto: Juliana Almirante / bahia.ba
placa iemanja foto juliana almirante bahiabaMinistério Público da Bahia queria que material fosse retirado de circulação ou complementado com o nome “Festa de Yemanjá”

A prefeitura de Salvador manteve o material publicitário com a expressão “2 de fevereiro”, mesmo após a recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) para que as peças fossem retiradas de circulação ou complementadas com o nome “Festa de Yemanjá”.

O secretário de Cultura e Turismo, Cláudio Tinoco, atribuiu a polêmica, surgida nas redes sociais, a militantes e políticos do PT.

“Acontece que mais uma vez, quando a festa se aproxima, assistimos militantes e políticos do Partido dos Trabalhadores (PT) levantarem polêmica a respeito do ‘2 de Fevereiro’ ser usado numa peça promocional (galhardete) da festa, acusando de ‘racismo religioso’ a Prefeitura Municipal de Salvador. Fico a imaginar o que essas pessoas diriam a Caymmi. Será que iriam recorrer ao Ministério Público para tentar mudar o título da música?”, escreveu o secretário no Facebook.