Secti diz que não há irregularidade em transferência de gestão do Parque Tecnológico

Secretaria diz que concessão do polo tecnológico 'é lastreada no exitoso Programa Estadual de Organizações Sociais'

Foto: Secti/Governo da Bahia

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (Secti) afirma que não há nenhuma irregularidade no processo de transferência da gestão do Parque Tecnológico da Bahia para a Associação de Empresas do Parque Tecnológico da Bahia (AEPTEC-BA), e nega que a presidência da entidade seja exercida pelo empresário Ruben Arnoldo Soto Delgado, dono da Topos Informática, empresa que teve rescindido um contrato com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) por irregularidades numa licitação.

Abaixo a nota da Secti.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia informa que a transferência da Gestão do Parque Tecnológico da Bahia para uma Organização Social é lastreada no exitoso Programa Estadual de Organizações Sociais – PEOS, com diversos casos de sucesso, como a OSBA e as Obras Sociais Irmã Dulce. Seus processos seguiram todos os ritos administrativos e legais, com as devidas orientações do Conselho Gestor das Organizações Sociais – CONGEOS e da Procuradoria Geral do Estado – PGE e, a partir disso, foi publicada a portaria 15, de 15 de junho de 2020, com a intenção de dar transparência ao processo e espaço para manifestações.

Vale ressaltar que a Associação das Empresas do Parque é composta por diversas empresas e instituições, públicas e privadas, instaladas no Parque Tecnológico, e tem apresentado toda a documentação necessária ao processo. Informando ainda que a empresa Topos, citada na matéria, está sediada no Parque Tecnológico, assim como diversas outras e, pela documentação apresentada pela Associação, o Sr. Ruben Arnoldo Soto Delgado participou, em conjunto com outros empresários e representantes, da sua fundação, tendo sido presidente no seu primeiro momento, mas, atualmente, não faz parte da presidência ou dos seus conselhos, não ocupando nenhum cargo executivo ou deliberativo na referida associação. Por fim, informamos que o presidente da Associação é Marcus Dratovski, que também é presidente da empresa X-Testing, também sediada no Parque.