ENEM 100% – Aulão virtual abordará produção textual nesta sexta-feira (11)

A produção textual será o tema do aulão virtual do projeto ENEM 100%, nesta sexta-feira (11), às 16h. A atividade, que contará com a participação do professor Tárcio Carvalho, é promovida pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), sendo transmitida ao vivo, pelo canal do Youtube da Educação Bahia. O objetivo da ação é auxiliar os estudantes que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Os aulões virtuais, que acontecem todas as terças e sextas-feiras, envolvem diferentes componentes curriculares. Os aulões fazem parte de uma série de atividades lançadas pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o ENEM, cujas provas, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

 No Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) , o estudante ainda tem à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação dos próximos aulões. Ainda no portal, o estudante tem acesso a conteúdos preparatórios por meio do projeto Universidade para Todos – Estude em Casa, desenvolvido pela SEC, em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UEFS, UESC e UESB).

 Outra ferramenta é a Plataforma Anísio Teixeira, com mais de 10 mil conteúdos digitais educacionais e aulas do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC), sob o aporte de conteúdos construídos com as 12 Instituições de Ensino Superior (IES) públicas na Bahia.

 Os estudantes podem complementar a preparação para o ENEM com o programa “Estude em casa”, exibido pela TVE, em parceria com o Canal Futura, sempre às 13h e às 15h. Além disso, a emissora leva ao ar o programa “Hora do ENEM”, exibido de segunda a sexta, às 18h.

Estado efetua novo pagamento de R$ 4,3 milhões do auxílio-estudantil pelo Mais Futuro

O Governo do Estado efetuou, nessa quinta-feira (3), o pagamento do auxílio-permanência aos 11.223 mil estudantes das universidades públicas estaduais baianas (UNEB, UEFS, UESB e UESC) beneficiários do programa Mais Futuro. O novo investimento do Governo do Estado é de R$ 4.346.700 milhões. No total, já foram pagos R$ 32.650.500 milhões diretamente aos estudantes, equivalentes aos meses de janeiro a agosto deste ano.

 O coordenador de Programas e Projetos Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado, Marcius Gomes, falou sobre a importância do programa. “Sabemos o quanto a bolsa é importante para os universitários, ainda mais neste período de pandemia do novo Coronavírus, tanto para que mantenham os aluguéis de suas casas ou mesmo para que ajudem suas famílias com despesas domésticas”.

 Sobre o Mais Futuro

 O programa Mais Futuro oferece uma bolsa de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Criado em 2017, pelo Governo do Estado, o Mais Futuro é um programa de assistência estudantil para garantir a permanência dos estudantes das universidades públicas estaduais baianas (UNEB, UEFS, UESB e UESC) que se encontram em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

ENEM – Secretaria da Educação do Estado realiza aula virtual

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promove, nesta terça-feira (18), mais uma aula on-line voltada para a preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), pelo  Projeto ENEM 100%. A aula será com o professor de Produção Textual, Renato Dórea, com  transmissão pelo canal do YouTube “Educação Bahia”.

As aulas virtuais do Projeto ENEM 100% acontecem sempre às terças-feiras e sextas-feiras, das 16h às 17h, e seguirão até 18 de setembro, envolvendo diferentes  componentes curriculares.  A iniciativa faz parte de uma série de atividades lançadas pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o exame. No Portal da Educação, o estudante ainda tem à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas.

As provas do ENEM, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Governo realiza aula virtual no Dia do Estudante em alusão aos 222 anos da Revolta dos Búzios

Acontece nesta terça-feira (11), a partir das 16:30h, nas redes sociais do Governo do Estado, a aula virtual “222 anos da Revolta dos Búzios”, em alusão ao movimento revolucionário negro que marcou o século 18 pelo fim da escravidão, defesa da igualdade racial e melhores condições de vida da população. A atividade será realizada em formato de live no Youtube, Instagram e Facebook, respeitando a necessidade de isolamento social por conta da pandemia de Codiv-19.

O evento é uma realização conjunta entre as secretarias de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), da Educação (SEC) e de Cultura (Secult), marcando a passagem do Dia do Estudante e fazendo memória à deflagração da Revolta dos Búzios, fato ocorrido em 12 de agosto de 1798. A atividade agrega estudantes, pesquisadores, militantes, artistas, educadores, dentre outros segmentos.

A live terá participação do mestre em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas, Flávio Márcio Cerqueira; do historiador Clíssio Santana, que coordena o acervo virtual baiano da Fundação Pedro Calmon (FPC/Secult); e da ativista Jussara Santana, coordenadora estadual da Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen). Também haverá intervenções culturais, interação com estudantes e falas de personalidades ligadas à luta racial na Bahia.

Mais sobre a Revolta dos Búzios

A Revolta dos Búzios foi uma das maiores manifestações populares comandadas pelo povo negro ao longo da história. No dia 12 de agosto de 1798 a capital baiana amanheceu com diversos manuscritos espalhados em prédios públicos, conclamando a população para uma revolta que, entre outros temas, defendia a proclamação da República, o fim da escravidão, redução de impostos, além de outras pautas reivindicatórias.

As publicações propagavam mensagens diversas, dentre elas, a mais emblemática: “Animai-vos, povo bahiense, que está para chegar o tempo feliz da liberdade. O tempo em que todos seremos irmãos. O tempo em que todos seremos iguais”.

Serviço:

O quê? Aula virtual “222 anos da Revolta dos Búzios”.

Quando? Terça-feira, 11 de agosto, a partir das 16:30h.

Onde? Redes sociais

Secretário Walter Pinheiro presta homenagem a Jorge Portugal

O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, prestou uma homenagem ao professor e ex-secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, que faleceu na noite desta segunda-feira (3).
“Jorge Portugal deixa um legado que nunca será esquecido na cultura, nas artes, na educação e nos corações dos baianos. Poeta, educador, compositor, exerceu o cargo de Secretário da Cultura do Estado da Bahia, no qual realizou diversos projetos, muitos deles em parceria conosco. Fica a memória de uma pessoa íntegra, muito lúcida e à frente do seu tempo. Que Deus conforte a família, os amigos, os alunos e todo o povo da Bahia”, disse Pinheiro.

Secretaria da Educação do Estado realiza aula virtual do ENEM nesta sexta-feira (31)

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promove, nesta sexta-feira (31), mais uma aula on-line voltada para a preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), pelo  Projeto ENEM 100%. A aula será com o professor de Artes, Dennys Borges, com  transmissão pelo canal do YouTube “Educação Bahia”.

As aulas virtuais do Projeto ENEM 100% acontecem sempre às terças-feiras e sextas-feiras, das 16h às 17h, e seguirão até 18 de setembro, envolvendo diferentes  componentes curriculares.  A iniciativa faz parte de uma série de atividades lançadas pela SEC para fortalecer a aprendizagem dos estudantes que irão prestar o exame. No Portal da Educação, o estudante ainda tem à sua disposição uma apostila que pode ser baixada, por aula, e a programação das próximas aulas que serão realizadas.

As provas do ENEM, na versão impressa, serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, em 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Governo paga nova parcela do vale-alimentação estudantil, em meio a déficit de R$ 1,8 bilhões

Os 800 mil estudantes da rede pública estadual baiana vão ter direito, mais uma vez, ao auxílio de R$ 55 do Vale-Alimentação Estudantil. O governador Rui Costa anunciou a novidade em transmissão do Papo Correria, na noite desta quarta-feira (22), e explicou que o pagamento da parcela – o terceiro desde o início das medidas de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus, começará a ser feito na próxima terça-feira (28).

Os estudantes deverão utilizar o valor estritamente para adquirir produtos do gênero alimentício, e a compra pode ser feita em qualquer mercado instalado na Bahia.

O recurso utilizado para efetuar este novo pagamento é de R$ 44 milhões, mesma quantia destinada para o repasse das outras duas parcelas já liberadas do benefício.

“O estudante terá acesso aos R$ 55, que é o valor médio de uma cesta-básica, já no dia 28 de julho, quando a quantia já estará disponível no cartão que cada um dos 800 mil alunos recebeu. É uma importante contribuição do ponto de vista social e alimentar, e também um grande esforço, já que os R$ 132 milhões envolvidos nas três parcelas não faziam parte do orçamento deste ano, e ainda houve uma queda na previsão de arrecadação de R$ 1,8 bilhão para 2020”, disse Rui.

Em dois turnos, Câmara aprova texto-base do Fundeb, com 23% de participação da União até 2026

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (21), em 2 turnos, a PEC – proposta de emenda à Constituição – que transforma o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), em política permanente.

Foram 499 votos favoráveis, 7 contrários e nenhuma abstenção no 1º turno. No 2º, o resultado foi de 499 a 6. Para PECs serem aprovadas são necessários votos de ao menos 3/5 dos 513 deputados em dois turnos de votação. No Senado, também é preciso o mínimo de 3/5 em dois turnos.

Votaram contra: Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Filipe Barros (PSL-PR), Junio Amaral (PSL-MG), Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-SP), Márcio Labre (PSL-RJ) e Paulo Martins (PSC-PR).

A relatora foi a deputada Professora Dorinha Seabra (DEM-TO), que apresentou um novo parecer, passando a parcela da União no fundo dos atuais 10% para 23%. Na versão anterior, a contribuição chegava a 20%.

Relatora da proposta, deputada Professora Dorinha (DEM-TO). Foto: Najara Araujo

O Fundeb é alimentado com verbas dos Estados e municípios. A União complementa com 10%. O fundo em seu formato atual expira em 2020. Caso 1 substituto não entre em vigor, no ano que vem a educação básica terá problemas de financiamento ainda maiores.O texto aprovado amplia para 12% a contribuição do governo federal já em 2021. Estipula aumentos escalonados até chegar a 23% em 2026.

Até dias antes da votação deputados queriam aumento para 20%. O valor foi dilatado depois da entrada do governo na discussão.

A equipe econômica queria conter o aumento. Documento do Ministério da Economia afirma que complementação de 13,75% do governo seria suficiente para melhorar a qualidade da educação, desde que a forma de distribuição fosse revista.

Quem representou o Planalto no debate, porém, foi o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos. Ele teve uma reunião com congressistas na segunda (20), e conseguiu adiar a votação para esta terça.

O governo conseguiu incluir no texto aprovado patamares mínimos de investimento em infraestrutura educacional com o Fundeb. Também foi colocado no relatório dispositivo de revisão periódica do fundo: a cada 10 anos. Antes, a revisão era estipulada apenas ao fim do 6º ano.

O texto aprovado pela Câmara vincula parte dos recursos distribuídos à melhora nos indicadores de aprendizagem. O critério é decisivo para 2,5 pontos percentuais dos 23% complementares vindos da União. Essa vinculação também existe na distribuição dos recursos do ICMS. Os municípios têm direito a 25% do que é arrecadado pelos Estados com esse tributo.